Naganuma - Advocacia e Consultoria em Trânsito e Transporte Público

JA slide show

Naganuma Consultoria em Trânsito e Transporte Público

Jun14

INTEGRAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO

E-mail Imprimir PDF

 

O transporte coletivo, principalmente nos grandes centros, é tema de debate constante por diversas classes que são direta ou indiretamente envolvidos com o assunto.

Vários são os motivos que envolvem as discussões, muitas vezes acirradas, acabando em embates entre políticos, técnicos, sindicalistas e governantes.

 

Leia mais...
 
Jun14

LEI SECA

E-mail Imprimir PDF

 

Nunca é tarde para reparar alguns erros do passado. Este em particular demorou e está demorando muito a ser ampliado levando em consideração os danos já causados à população e à sociedade.

Absurdo dizer que os testes em vigor citados na lei não têm validade ou não provam a embriaguez e como consequência a culpa do causador da tragédia ou mesmo de um pequeno acidente sem maiores danos. Mais absurdo ainda não ser obrigatório o indivíduo a assoprar o aparelho e a se submeter a um exame clínico amparado, pasmem, pelo princípio constitucional de que ninguém é obrigado a produzir provas contra si próprias.

 

Leia mais...
 
Jun14

COMPORTAMENTO NO TRÂNSITO

E-mail Imprimir PDF

 

Nos últimos 10 (dez) anos o trânsito brasileiro tem se tornado cada vez mais violento e inseguro. Preocupação constante por parte dos órgãos que regulamentam o setor.

Conforme estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA), nosso País ocupa o 4º (quarto) lugar no ranking mundial de acidentes de trânsito. Em média são 6,8 mortes para cada 10.000 (dez mil) veículos enquanto que na França a média é de 2,35 e nos Estados Unidos 1,93. Pelo estudo realizado, ao término de 12 (doze) meses somam aproximadamente 30.000 (trinta mil) mortes nas estradas brasileiras com um custo social aproximado de 10 (dez) bilhões de reais por ano (IPEA 2003).

 

Leia mais...
 
Jun14

IMPACTO ECONÔMICO NO TRANSPORTE COLETIVO

E-mail Imprimir PDF

As empresas que operam o transporte coletivo urbano quase nunca são auto-suficientes, isto é, a receita gerada com a entrada de passagens e taxas de propaganda, não é suficiente para cobrir as despesas com folha de pagamento, manutenção e combustível.

A Companhia do Metrô de São Paulo, por exemplo, teve no ano fiscal de 2003 um prejuízo de aproximadamente 350 milhões de reais.

 

Leia mais...
 
Mais Artigos...
JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Enquete

Se você fosse um Gestor Público qual dos temas a seguir estaria no topo de suas prioridades?
 

Visitantes Online

Nós temos 55 visitantes online